Os 4 princípios que devem reger a contratação de um novo colaborador
20 jun

Os 4 princípios que devem reger a contratação de um novo colaborador

Só contrate alguém se você tiver certeza que vai precisar dele. Analise se é possível fazer um realinhamento interno que permita distribuir as tarefas entre a equipe sem aumenta-la, desta forma estará fazendo uma racionalização dos recursos humanos disponíveis. Lembre-se que gente ociosa, além de gerar prejuízo financeiro, atrapalha aqueles que estão trabalhando, aumentando o prejuízo. Na busca do ponto ideal, não se pode esquecer de que gente sobrecarregada não tem tempo de pensar e isto é tão ou mais ruim do que gente ociosa, pois não haverá tempo e espaço para o pensamento inovador. Sugiro fazer a distribuição

das tarefas e do tempo de trabalho de forma que a força de trabalho permaneça 80% do tempo dedicada às tarefas rotineiras e pelo menos 20% do tempo analisando uma melhor forma de realizar estas mesmas tarefas. Estimule a arte de “pensar o trabalho” e a inovação. O seu próximo grande produto, que manterá você competitivo e lucrativo, certamente virá da capacidade criativa e inovadora de seus colaboradores. 80% tarefas rotineiras + 20% reflexão sobre a rotina = inovação = longevidade 2. O princípio do equilíbrio econômico Só contrate um novo colaborador se você tiver certeza que pode pagar por ele. Toda contratação deve ser realizada com muito critério, pois significará um aumento de custos, já que um novo colaborador aumentará os custos com salários e encargos e ainda levará algum tempo para assimilar as funções que irá desempenhar, antes de começar a dar retorno. Assim, afim de não desequilibrar a relação entre receitas e despesas, toda nova contratação deve ser acompanhada de uma previsão de um aumento de receita relacionado a esta contratação. Nova contratação = Lucro futuro 3. O principio da meritocracia e a busca da ambiência Quando surgir uma necessidade imperativa de contratar alguém com mais experiência e melhor salário, priorize a possibilidade de promover alguém internamente. O escolhido deve ser alguém com reconhecida e comprovada capacidade de desempenhar estas novas funções. Se necessário, contrate alguém novo para substituir o promovido. Isto vai fazer com que você tenha uma melhora significativa na ambiência, pois a empresa terá um empregado novo e motivado, um empregado antigo com a motivação renovada pela promoção e uma equipe ciente de que, à medida que as oportunidades surgirem, a empresa sempre dará chance de crescimento para aquele que se destacar. Isto é meritocracia. Empregado Antigo promovido por mérito = melhora da ambiência 4. O principio da isenção Cuidado quando contratar seus parentes ou parentes dos seus empregados. Nunca contrate alguém que você tenha dificuldade de dispensar por baixa produtividade. A estabilidade no emprego deve estar necessariamente atrelada a continuidade no desempenho. Contratar parente = perigo

Sobre o autor

Deixe uma resposta

Show Buttons
Hide Buttons